quarta-feira, 21 de setembro de 2022

REDE SEM FRONTEIRAS PRESENTE, MAIS UMA VEZ, NA MAIS IMPORTANTE FEIRA LITERÁRIA LUSÓFONA DO MUNDO, NA MAIOR EDIÇÃO DE TODOS OS TEMPOS!



Entre 25 de agosto e 11 de setembro, passaram pelo Parque Eduardo VII o total de 772 mil visitantes, na maior edição da Feira do Livro de Lisboa de todos os tempos. Foram 961 chancelas editoriais presentes, distribuídas em 340 pavilhões em  formato modular e construídos com materiais sustentáveis.  O objetivo da renovação no formato dos pavilhões era garantir acessibilidade e, também, alcançar um enquadramento mais harmonioso no espaço que a Feira do Livro ocupa.

A Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL) informou que, segundo o estudo da IPSOS realizado durante o evento, registrou-se um aumento considerável do número de jovens dos 18 aos 24 anos, totalizando já 37% dos visitantes. Foram também muitos os que visitaram a Feira do Livro de Lisboa pela primeira vez: 22%. São novos visitantes que nunca tinham ido ao evento, e 45% dos inquiridos não esteve na edição anterior. Também o digital desempenhou um papel muito relevante na distribuição de conteúdo e cobertura do evento, com 2.7 milhões de pageviews no site da Feira do Livro durante os dias de evento.

A Feira voltou a entregar uma programação cultural inesquecível, com cerca de 2.300 eventos pensados para todas as idades. Desde a abertura de portas até ao fim de cada dia, entre cinema, concertos, sessões de autógrafos, workshops, debates, conferências, lançamentos de livros, jogos com crianças, showcooking e muito mais, as propostas culturais não deixaram ninguém indiferente, e os visitantes encheram, diariamente, os vários auditórios e palcos espalhados por toda a Feira.

No âmbito da campanha “Doe os seus Livros”, uma parceria da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL) com o Banco de Bens Doados (BBD), foram oferecidos 65.200 livros. 

A 92.ª edição teve a Ucrânia como convidado de honra, com um pavilhão dedicado ao país, com uma programação e oferta literária personalizada. 





Este ano, ao visitar o pavilhão da Rede Sem Fronteiras, o Presidente da República Portuguesa, Sr. Marcelo Rebelo de Sousa, que já conhece a entidade e a sua proposta de fomentar, divulgar e promover as produções literárias de escritores lusófonos, elogiou o fato de a cada ano ter um grupo maior na comitiva de autores, mostrando-se impressionado. Em sua companhia, visitando o pavilhão, estava o Presidente da Câmara de Lisboa, Sr. Carlos Moeda, que reconheceu a Rede Sem Fronteiras como uma entidade de realização de intercâmbios entre Brasil e Portugal. Ambos receberam de presente das mãos da Presidente da entidade, Sra. Dyandreia Valverde Portugal, o volume 7 da Coletânea Literária Lusófona Internacional Sem Fronteiras pelo Mundo... e o Catálogo Vitrine Literária Lusófona, com a maioria dos autores participantes. Além disso, foram apresentados aos autores presentes no momento da visita: Palmira de Oliveira, Carla De Sà Morais e Valéria Lopes, que os presentearam com as suas obras solo.

Este ano, realmente, a Rede Sem Fronteiras se superou e apresentou uma comitiva de 95 autores solo brasileiros e lusófonos (20 a mais que o ano passado) em sua localização: Zona Laranja – Nascente 3 – Pavilhão: D92, além de mais de 300 coautores de suas coletâneas. Homenageou os autores lusófonos, como Autores Convidados de Honra: Marta Santos, de Angola, que não pôde estar presente, mas que foi representada por suas obras e ministrou palestra sobre sua cultura na programação virtual; Carlos Cardoso, de São Tomé e Príncipe, que, além de ministrar palestra, fez uma belíssima performance ao lado do músico Tonecas Prazeres, com repertório de músicas e poesias são-tomenses; e Lagartixa Okonhoko Npasmadu (André Mendes), de Guiné-Bissau, que, além de ministrar palestra sobre sua cultura, reuniu o maior público da programação de auditório com a apresentação de música, ritmos e danças guienenses, com grupo performático. A Rede Sem Fronteiras ainda recebeu, como convidado especial, James McSill, um dos consultores de história mais bem-sucedidos do mundo, reconhecido e elogiado pelo seu vasto trabalho na América Latina, América do Norte, Europa e Ásia. Na ocasião, McSill ministrou duas conferências e autografou seus livros no pavilhão D-92. 

O Pavilhão D-92 foi bastante movimentado durante todos os dias. Muitos foram os curiosos que o visitaram e comentaram ser ele muito atraente e bonito. Queriam saber sobre o trabalho desenvolvido pela Rede Sem Fronteiras e adquiriram muitos dos livros ali expostos. Diariamente, duas vezes ao dia, os livros eram mudados de lugar, de maneira que todos pudessem estar ao alcance dos olhos e das mãos dos visitantes. De fato, quando a comitiva de autores chegou, as vendas ocorreram com mais frequência, pois há sempre o encanto de o leitor poder encontrar com o escritor. Haver uma equipe dedicada a mostrar os livros e a conversar sobre os conteúdos dos mesmos favoreceu um pouco mais as vendas também. De qualquer maneira, sendo o principal objetivo a divulgação de seus autores, a movimentação vivenciada a cada dia garantiu que esse objetivo fosse alcançado. 

Para que a atenção aos autores presenciais pudesse ser adequada às necessidades deles, a programação transmitida virtualmente e realizada pela Rede Sem Fronteiras foi menor que a do ano passado, mas, da mesma forma, permitiu que seus autores e coautores que não puderam estar presentes participassem, em tempo real, de um cardápio de temas e de atividades que, em muito, superaram as expectativas de seu público. O alto nível de sua programação uniu escritores lusófonos espalhados em mais de 20 países, trazendo-os para dentro da Feira, com uma média de 400 expectadores ao vivo por evento. Ademais, os flashes ao vivo, promovidos pela Presidente da Rede Sem Fronteiras, Sra. Dyandreia Portugal, mais uma vez, colocaram todos aqueles que desejavam participar, mesmo à distância, dentro da Feira, apresentando-se e caminhando juntamente com ela pelas alamedas, visitando os estandes e imaginando os aromas da Praça de Alimentação.

A programação cultural realizada pela Rede Sem Fronteiras, nas praças públicas, auditórios e sala de autógrafos do pavilhão, foi intensa e composta ao todo de: 01 recital de abertura da ALMUB - Academia de Letras e Música do Brasil; 14 palestras; 10 Encontros Sem Fronteiras (Brasil, Argentina, Bélgica, Emirados Árabes Unidos, Inglaterra, Liechtenstein e Japão); 10 lançamentos de coletânea/catálogo de entidades parceiras (Poemas à Flor da Pele, InBras-CI, Academia Brasileira de Belas Artes - ABBA, Editora Literatura Forte, Oficina do Livro Editora, AJEB-RJ/AJEB-MG/AJEB-RS, União Brasileira de Escritores UBE-RJ, e Académie des Lettres et Arts Luso-Suisse – ALALS); 08 painéis/apresentações de entidades parceiras como UBE-RJ (União Brasileira de Escritores – RJ), AIAB (Academia Inclusiva de Autores Brasilienses), CRBE (Conselho de Representantes de Brasileiros no Exterior + Mesa de Cultura), APP (Associação Portuguesa de Poetas), Mulherio das Letras/In-Finita (Adriana Mayrinck), Mulheres do Brasil – Algarve (Líder Selma Ferreira); 05 apresentações “E-books do Dia”, das produções de E-books e audiobooks de 2022 da RSF; 10 flashs ao vivo com os autores representados; além de 97 sessões de autógrafos + 02 Showcookings, etc. Tudo com autores presenciais oriundos de Portugal, Brasil, Suíça, Países Baixos, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Inglaterra, presentes especialmente para o evento.

Tudo isso não podia ficar restrito aos videntes e ouvintes. Sendo assim, a audiodescrição e a interpretação em LIBRAS – por meio de parcerias firmadas com a Academia Inclusiva de Autores Brasilienses (AIAB) e com intérpretes especializados na Língua Brasileira de Sinais, liderados pela colaboradora oficial da RSF, Silvânia Farias de Sena – foram a maior beleza experimentada por todos os integrantes e convidados da Rede Sem Fronteiras. Uma experiência não apenas para os que tiveram a oportunidade de participar ao vivo, mas também para aqueles que, a qualquer momento, poderão assistir a toda a programação nos canais da Rede: Instagram, YouTube, Facebook, ou pelo blog www.redesemfronteiras.com.br  

Esta iniciativa, amplamente apoiada por seus autores e palestrantes, permitiu que toda a programação promovida pela Rede Sem Fronteiras, em todos os dias da Feira, tivesse uma prática inclusiva. Por isso, tendo sido precursora de um projeto inclusivo de tamanha magnitude desde o ano passado, a RSF se mantém firme no propósito de não ter limites não apenas geográficos, tampouco sociais ou humanos.

Como se toda essa programação não bastasse, a Rede Sem Fronteiras recebeu, como anfitriã e coorganizadora, o I Encontro Internacional da AJEB - Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil, com a presença da Presidente Nacional, Dra. Irislene Morato, e uma comitiva de Ajebianas de vários estados brasileiros.  O evento teve sua abertura no dia 6 de setembro, com um almoço de boas-vindas no restaurante tradicional Martinho da Arcada. Em seguida, houve a cerimônia de abertura dentro da Feira de Lisboa. Posteriormente, teve desdobramento no dia 8, com atividades culturais de suas associadas e uma cerimônia de entrega de outorgas no Salão de Conferências do Hotel Flórida, seguido de jantar no Clube de Fado. O encontro contou também com inúmeras atividades turísticas, culminando com um brunch de celebração final no Hotel Intercontinental, no dia 11.

Outro momento especial dentro da Feira do Livro de Lisboa tendo como anfitriã a Rede Sem Fronteiras, foi a participação da Oficina do Livro Editora, no dia 7 de setembro, no qual a sua Presidente, Silvia Bruno Securato, lançou a coletânea “Obras de Arte e Museus”, apresentou suas coletâneas e as obras dos escritores editados pelo seu selo. Na ocasião, aconteceu ainda uma elegante reunião social exclusiva de boas-vindas no Restaurante Rocco (dia 7/9) e uma de celebração final no badalado Restaurante Praia no Parque (dia 11/9), apenas para os escritores da Oficina do Livro Editora.

Outros parceiros brilharam em suas participações presenciais tendo a Rede Sem Fronteiras como anfitriã, como foi o caso da APP – Associação Portuguesa de Poetas (Presidida por Graça Mello), CRBE – Conselho de Representantes de Brasileiros no Exterior, Grupo Mulheres do Brasil – Algarve, Editora In-Finita e Mulherio das Letras – Lisboa.

Como realçou Pedro Sobral, Presidente da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL): “A  Feira do Livro já não é só o espaço de compra de livros; é um espaço de lazer para os portugueses que vivem agora uma nova fase de relação com a leitura”. Com uma programação pensada ao pormenor e uma oferta literária única, a Feira regressa em 2023, para celebrar, uma vez mais, a promoção da cultura e da leitura. Ficaremos a esperar!

Entretanto, se a programação da Rede Sem Fronteiras dentro da 92ª Feira do Livro de Lisboa foi magnífica, as atividades pós-evento não foram menos importantes. No dia 12 de setembro, no espaço nobre, histórico e tradicional do Grêmio Literário em Lisboa, foi realizada a Cerimônia de Aniversário dos 9 Anos da Rede Sem Fronteiras. Na ocasião, houve uma recepção no bar da entidade para um aperitivo de boas-vindas, seguido de um tour pelo tradicional imóvel, tendo como anfitrião o Conselheiro Renato Faria. Posteriormente, foi realizada a cerimônia, com a abertura da apresentação musical do pianista Claudio Andrade, seguida de discurso da Presidente da RSF, Sra. Dyandreia Portugal, e do Presidente do Grêmio Literário, Dr. António Pinto Marques. Por fim, deu-se início à entrega da Premiação do Concurso Literário da obra Sem Fronteiras pelo Mundo... Vol. 7, com o troféu “Palma Dourada” aos três primeiros colocados de cada categoria e de certificados a outras categorias. Comemorando o aniversário de 9 anos da entidade, foram ainda outorgados Troféus Sem Fronteiras nas categorias: Cultura Sem Fronteiras, a todos os autores presentes participantes da 92ª Feira do Livro de Lisboa e autoridades, como o Dr. António Pinto Marques - Presidente do Grêmio, o Dr. Fernando Cardoso – Presidente do Elos Literário de Lisboa, o Dr. Arménio Vasconcelos – Presidente da Academia de Letras e Artes Lusófonas, entre outros; Apoio Cultural: Juntos, somos mais fortes!, para Socorro Cavalcanti, Jean-Paul Gossuin, e Augusto Lopes; Autores Homenageados de Honra: Marta Santos (sob representação), Carlos Cardoso e André Mendes (Lagartixa Npasmadu); e o exclusivo “Troféu Magnífico Sem Fronteiras”, para Ana Maria Tourinho. O momento foi encerrado com um jantar, na elegante sala decorada por Duarte Pinto Coelho, tendo como prato principal filé Wellington e, para o encerramento, um bolo de nozes e doce de ovos com espumante, celebrando o nono aniversário da RSF. 

No dia 13 de setembro, foi realizada a Cerimônia de Posse da ALALS – Académie des Lettres et Arts Luso-Suisse, na cinquentenária Associação Caboverdeana, com a presença do Presidente Sr. Augusto Lopes, da Presidente de Honra da academia, Sra. Dyandreia Portugal, da Vice-Presidente para o Brasil, Sra. Ana Maria Tourinho, e dos membros efetivos, Prof. Leonardo Flores e Sra. Carla De Sà Morais. A anfitriã do local, Presidente da Associação Caboverdeana, Dra. Filomena Vicente, foi impecável em sua função, acolhendo a todos com muita distinção e carinho. Além dos membros da Rede Sem Fronteiras e da ALALS, estiveram presentes, ainda, várias autoridades, como o Embaixador de Cabo Verde em Portugal, Dr. Eurico Correia Monteiro; o Diretor de Ação Cultural de Língua Portuguesa do Secretariado Executivo da CPLP, Dr. Ima Panzo; o Diretor Coordenador Cultural da UCCLA – União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa, Dr. Rui Lourido; a Ex-Ministra da Educação dos Governos da República de Cabo Verde, Dra. Fernanda Marques, dentre outros. O evento foi composto pela posse de novos membros, a entrega de homenagens aos escritores participantes da 92ª Feira do Livro de Lisboa – Pavilhão da Rede Sem Fronteiras, seguido de jantar e música ao vivo caboverdeanos, quando todos puderam se confraternizar e vivenciar um pouco mais as culturas lusófonas.

Após 15 dias de disposição ao público, no dia 14, foi encerrada a Exposição Fotográfica sob o tema: “A doce e intrigante beleza dos Lagos Amazônicos”, pela lente do fótografo Dr. Euderson Kang Tourinho. A vernissage foi realizada no dia 9 de setembro, no Palácio Baldaya – Sala Joana Baldada, com convidados portugueses e amigos escritores participantes da 92ª Feira do Livro de Lisboa – Pavilhão da Rede Sem Fronteiras. A organização e realização ficou a cargo da Rede Sem Fronteiras, que contou com o apoio cultural da In-finita Editora da Adriana Mayrink.

Ao final de toda essa bem-sucedida jornada cultural em terras lusitanas, a Rede Sem Fronteiras encerra mais um capítulo de sua trajetória firmando mais alguns momentos históricos. Na certeza de seu lema: “Juntos, somos mais fortes!”, destacou publicamente, ao longo de vários momentos, a importância da Equipe Dourada e de seus colaboradores, que contribuíram significativamente para a realização de todos esses eventos, agradecendo aos colaboradores que trabalharam presencial e incansavelmente em Lisboa: Dominik Portugal, Ismael Gonçalves, Valéria Lopes e Romero Gomes Lopes. Na retaguarda de divulgação, contamos com a presença atuante de: Alberto Araújo (Malas diretas e Blog oficial do evento), Álvaro Luiz Cardoso (Facebook e release diário dos acontecimentos), Nina Fernandes (Grupos de WhatsApp e representações presenciais no RJ) e Renata Clarke-Grey (Instagram e Produtora RSF). Não podemos esquecer dos bastidores dos bastidores, com os empenhados: Sofia Porto, Lu Sala, Rejane Costa Barros, e dos super Marcos, da MarkDesigner. Todos liderados por Dyandreia e Fábio Portugal, Presidente e Vice-Presidente da RSF, respectivamente. 

Até o começo do próximo mês, pelas redes sociais da Rede Sem Fronteiras, todos poderão conferir entrevistas, fotos e vídeos dos principais momentos, além de, pelo canal no YouTube, poderem assistir às gravações da programação virtual. Todos os links estão disponíveis pelo blog oficial do evento:

www.redesemfronteiras.com.br 


A Rede Sem Fronteiras é uma entidade cultural com 9 anos de existência, que desenvolve e divulga a cultura brasileira e lusófona em todo o território nacional brasileiro e para leitores de língua portuguesa residentes em mais de 20 países, em cinco continentes, com o lema: “Juntos, somos mais fortes!”.  Seu objetivo é promover, difundir e fomentar a cultura e a produção de seus membros além-fronteiras, por meio de projetos literários e culturais, eventos e parcerias com Universidades, Fundações, Bibliotecas, Museus, Associações, Academias e entidades afins. É ainda promotora de eventos ligados à divulgação da literatura lusófona em Feiras Literárias por vários países, a exemplo da Feira do Livro de Frankfurt, Feira do Livro de Guadalajara e Feira do Livro de Lisboa. Radicada em Portugal, está construindo uma ponte entre os países lusófonos com o restante do mundo.

A Presidente da Rede Sem Fronteiras, a luso-brasileira Dyandreia Valverde Portugal, Jornalista e Escritora, é também responsável por projetos literários com a participação de mais de mil escritores. Ela já atuou como apresentadora de programa cultural em TV afiliada à Rede Globo (RJ/Brasil) e, atualmente, além de desenvolver projetos em parcerias pelo mundo, conecta-se com os membros da RSF, semanalmente, como entrevistadora do programa Conexão Sem Fronteiras.

Para mais informações, siga a Rede Sem Fronteiras nas redes sociais, ou contate o e-mail:

contato@redesemfronteiras.com.br 

 
































 Fonte: Assessoria de Imprensa RSF

 Crédito: Acervo Rede Sem Fronteiras.

 

 

REDE SEM FRONTEIRAS PRESENTE, MAIS UMA VEZ, NA MAIS IMPORTANTE FEIRA LITERÁRIA LUSÓFONA DO MUNDO, NA MAIOR EDIÇÃO DE TODOS OS TEMPOS!

Entre 25 de agosto e 11 de setembro, passaram pelo Parque Eduardo VII o total de 772 mil visitantes, na maior edição da Feira do Livro de ...